PLPinto.M.SEO

Porque o Link Building é tão Importante?

Quer você seja novo no mercado ou já esteja fazendo isso há algum tempo, temos certeza de que você encontrará algo útil neste artigo. A estrutura de SEO e a construção de links está sempre mudando, e hoje, a importância da construção de links de alta qualidade nunca foi tão grande.

Mas, o que é link building?

Link building é a criação de links. O processo de aquisição de hyperlinks de outros websites para o seu próprio. Um link é a forma de os usuários navegarem entre páginas do mesmo site ou entre vários sites e blogs pela internet.

o que é link building?Os mecanismos de busca também usam links para rastrear a web; eles irão rastrear tanto os links entre as páginas individuais de seu website como os links entre websites inteiros e, como os links contam como referências para conteúdo de qualidade (ou pelo menos assim devia ser) eles aumentam a importância das páginas para as quais apontam.

Há muitas técnicas para construir links, e embora variem em dificuldade, os técnicos de SEO tendem a concordar que a construção de links é uma das partes mais difíceis de seu trabalho. Muitos SEOs passam a maior parte de seu tempo tentando fazer isso bem. Por essa razão, se você consegue dominar a arte de construir links de boa qualidade, ou tem possibilidade de conseguir adquiri-los, isso pode realmente colocá-lo facilmente à frente da sua concorrência.

A necessidade de entender e implementar campanhas de link building de alta qualidade é essencial se você quiser competir e prosperar on-line, e isso não vai mudar tão cedo.

À alguns anos atrás era normal comprar-se um monte de links em Inglês, de origem duvidosa, como diretórios, comentários de spam, perfis de fóruns e outros websites idênticos, guest posts escritos em inglês (muitas vezes com artigos multiplicados/ divididos com softwares em dezenas ou centenas de artigos idênticos, que eram de tão má qualidade que se tornavam elegíveis, mas tinham apenas por objetivo a criação de inúmeros links) para fazer os nossos sítios subirem no ranking do Google, mas que nada tinham a ver com o conteúdo do nosso website ou blog, que estava escrito em português.

Felizmente hoje os motores de busca já conseguem identificar essas técnicas de Black Hat e elas não funcionam mais.

Quando feitas em pequena escala por norma o Google ignora esse tipo de links, mas quando feito em grande escala (como era comum) leva a uma penalização que pode eliminar o site do índice do Google por completo.

Hoje se queremos subir no ranking do Google e ter a possibilidade de atingir a primeira página do Google temos que fazer link building de maneira correta e ética. Os links têm que ser em artigos de qualidade, relacionados com o tema que abordamos no artigo que vai apontar e na mesma linguagem em que são escritos.

Hoje em dia oferece mais vantagens um link relevante para o seu conteúdo, ou seja, dentro de conteúdo idêntico e escrito na mesma linguagem, de um blog de baixo DR, que um link de um site de DR elevado, mas em conteúdo não relacionado com o seu ou em uma linguagem diferente da que você utiliza.

Para o Google a relevância do link é o fator mais importante. Por esse motivo este deve ser o fator que deve ter em conta quando resolve criar uma campanha de link building. Se conseguir adquirir alguns links relevantes em sites de boa qualidade e alto DR deve ser essa a sua primeira opção. Senão, dê mais importância à relevância do que à autoridade do site.

Independentemente do que conseguir é importante diversificar os links obtidos, pois é muito suspeito ter apenas websites importantes a apontar para o seu site ou blog. Principalmente se ele ainda é novo ou tem um DR baixo.

Por que a construção de links é importante para SEO?

A fim de entender a importância da construção dos links, é importante entender o básico de como um link é criado e funciona, como os mecanismos de busca veem os links e o que eles podem interpretar a partir deles.

Há duas formas como os motores de busca utilizam os links:

1) – Para descobrir novas páginas web e poder indexa-las.

2) – Para ajudar a determinar como uma página deve ser classificada em seus resultados de busca.

Por que a construção de links é importanteUma vez que os mecanismos de busca tenham rastreado páginas na web, eles podem extrair o conteúdo dessas páginas e adicioná-lo a seus índices. Desta forma, eles podem decidir se consideram que uma página tem qualidade suficiente para ser bem classificada por palavras-chave relevantes ou não.

Quando decidem isso, os mecanismos de busca não olham apenas para o conteúdo da página; eles também olham para o número de links que apontam para essa página a partir de sites externos e para a qualidade desses sites externos. De modo geral, quanto mais relevantes forem os links, maior será a probabilidade de você se classificar bem nos resultados de busca.

A utilização de links como fator de rankeamento são o que permitiu ao Google começar a dominar o mercado de mecanismos de busca no final dos anos 90, classificando as páginas pelo número de links que tinham a apontar para ela.

Esta métrica foi então usada como parte do algoritmo de classificação geral do Google e tornou-se um sinal de rankeamento forte, porque era uma maneira teoricamente muito boa de determinar a qualidade de uma página.

Era eficaz porque se baseava na ideia de que um link podia ser visto como um voto de confiança sobre uma página, ou seja, que essa página não obteria links se não o merecesse. A teoria era que quando alguém fazia um link para outro site, ele está efetivamente dizendo que é considerado um bom conteúdo. Caso contrário, ele não criaria links para ela, da mesma forma que você não enviaria um amigo a um mau restaurante.

Entretanto, as pessoas que estudavam SEO e como classificar bem as páginas de seus clientes no Google, logo descobriram como manipular os links, para conseguir resultados elevados nas buscas orgânicas para palavras-chave escolhidas, utilizando a criação de links em grande escala e a compra dos mesmos.

O Google começou então a tentar ativamente encontrar maneiras de descobrir sites que estavam manipulando os resultados de busca artificialmente, e começou a lançar atualizações regulares que eram especificamente destinadas a filtrar sites que não mereciam ter boas classificações nos seus resultados, mas que as obtivam por intermédio de links do tipo duvidoso, como eu apontei acima.

Isto também levou o Google a começar a desclassificar uma série de técnicas de construção de links que anteriormente eram consideradas boas, como por exemplo, submeter seu site a diretórios da web para obter um link em troca, ou conseguir links de fóruns em seus perfis, conteúdo ou assinaturas.

Os diretórios foi uma técnica que o Google recomendou no princípio, mas que se tornou abusada e excessivamente utilizada pelos SEOs, de modo que o Google deixou de passar valor a partir desse tipo de links.

links artificiaisMais recentemente, o Google penalizou ativamente as classificações dos websites que tentam utilizar essas técnicas em excesso, com criação de links artificiais com o intuito de manipular os resultados das pesquisas. As atualizações regulares do Google Penguin são uma dessas tentativas, por isso nos dias de hoje é preciso muito cuidado quando se tentam utilizar essas técnicas abusivamente.

Não conheço o algoritmo completo que o Google utiliza para determinar seus resultados de pesquisa, mas apesar desse fato, o consenso geral entre a comunidade SEO é que os links ainda desempenham um papel muito importante nesse algoritmo. Eles representam um dos dois fatores mais importantes para melhorar o posicionamento no Google: escrever conteúdo de boa qualidade e conseguir links externos para ele.

É geralmente aceite que se todos os outros fatores forem iguais numa determinada página, o número e a qualidade dos links que apontam para essa página farão a diferença na posição que ela irá ocupar no ranking do Google.

Por isso há poucas dúvidas de que se você conseguir links relevantes de boa qualidade para seu website, isso o ajudará a se classificar melhor e obter mais tráfego orgânico.

Já mencionamos "de qualidade" algumas vezes por uma boa razão: O foco na qualidade está aumentando à medida que o Google se torna cada vez mais sofisticado na filtragem de links de baixa qualidade, como links de farms em inglês, que eram muito comuns antigamente, mas que são altamente prejudiciais agora.

Para tentar combater esses abusos, os engenheiros do Google inventaram um conceito de classificação para os links de baixo valor, ou que podem ser manipulados com facilidade – o nofollow.

O que são links nofollow?

Há um atributo que às vezes pode ser aplicado a links chamado de "nofollow". Se adicionado, você não notará nenhuma diferença se for um leitor. Mas, se você olhar para o código do link, ele parecerá diferente:

link

Note a adição de rel="nofollow". Isto diz ao Google para não passar força através deste link para a URL de destino. Efetivamente, você está dizendo ao Google que não confia neste link e para descontá-lo da consideração. Portanto, isso não devia ajudar a classificar melhor a URL de destino. No entanto quando vêm de sites de boa reputação eles mesmo assim têm algum valor, embora muito inferior aos links “normais”, chamados de links dofollow.

A principal razão pela qual um site pode usar nofollow está relacionada a cenários em que esse site não tem controle total sobre os links que são adicionados a suas páginas. Em outras palavras, eles não querem mostrar ao Google um voto de confiança quando não sabem se têm confiança nesse link pois não é criado por eles. Isto é a norma em quase todos os sites Web2 e das redes sociais, pois esses links são criados pelos utilizadores diretamente. Normalmente encontram-se em:

  • Comentários em blogs.
  • Postagens em fóruns ou suas assinaturas.
  • Comentários em livros de visitas.
  • Páginas Wiki editáveis.
  • Respostas no Yahoo e Quora.
  • Facebook e outras redes sociais.
  • Assinaturas em fóruns.
  • Websites onde se podem criar artigos, como o Medium.

Basicamente é aplicado em todos os sites onde o conteúdo é criado diretamente pelos usuários e não pelo proprietário do website. No entanto você também pode aplica-lo nos links que cria nos seus artigos quando quer referir uma página ou uma marca, mas não quer dar o seu voto de confiança, e nos links de afiliado e em banner publicitarias, que segundo as diretrizes do Google devem ser nofollow ou sponsored.

Os usuários podem adicionar livremente links a cada um desses sites web2 e, devido ao tamanho desses sites, não é prático moderar cada um desses links para ver a qualidade. Assim, a fim de impedir que os spammers de links tirem proveito de um site, o site muitas vezes optará por aplicar o atributo nofollow a todos os links postados por outros usuários.

Normalmente este tipo de sites, como os blogs e outros scripts idênticos, já têm este atributo por defeito nos comentários e outro conteúdo publicado pelos usuários.

links nofollowMais recentemente, o Google expandiu este conceito nos links em comunicados à imprensa, diretórios de artigos e anúncios publicitários. Todos estes são exemplos onde o uso de nofollow é inteiramente apropriado.

Embora você saiba que links que têm o atributo nofollow aplicado provavelmente não ajudarão muito sua classificação orgânica no Google como os links normais. Isso não quer dizer que eles não valham a pena.

Afinal, os leitores não percebem a diferença, e podem clicar e visitar seu website, o que pode ser benéfico. Por outro lado, ter um perfil de links todos normais, dofollow, vai parecer muito estranho aos olhos do Google. Nota-se logo que provavelmente são links comprados, por isso convém ter uma mistura dos dois quando se faz link building da maneira correta.

Para além disso, esses links, embora fracos, têm algum valor quando são inseridos naturalmente em artigos relevantes para o conteúdo do seu site, vindos de websites ou blogs de confiança.

Uma nota sobre a construção de links vs links ganhos naturalmente.

Antes de construir links, você precisa de algo de valor para onde esses links devem apontam. Muitas vezes é a página inicial de seu website, mas não é o mais indicado (é por norma o mais suspeito). Na maioria das vezes, porém, você constrói links para recursos especializados, como um post no blog ou um artigo de qualidade, uma ferramenta, um estudo ou um gráfico – coisas que realmente que conferem valor aos leitores.

Às vezes, esses recursos existem muito antes de você iniciar sua campanha de construção de links. Outras vezes, você cria esses recursos especificamente com o objetivo de obter links em mente, pois todas as campanhas de link building devem começar com algo que tenha valor para se criar um link, que vai funcionar como um voto, uma referência da importância ou utilidade dessa página ou recurso.

É muito difícil construir links para páginas de baixo valor, pois não tem logica, mas quando você tem material valioso no seu site ou blog, que as pessoas consideram útil ou digno de ser compartilhado, a construção de links é muito mais fácil.

Da mesma maneira é muito difícil conseguir ganhar links em sites ou blogs novos, mesmo que o seu conteúdo seja de elevada qualidade. Os primeiros links, até a página começar a aparecer bem posicionada nos motores de busca, são muito difíceis de obter. Mas é precisamente aqui que nós podemos ajuda-lo.

Veja como mais abaixo!


 
Artigos Relacionados:
 
go